Facebook 8 horas

disciplina positiva

Você sabe como educar os filhos utilizando da disciplina positiva e as bases da parentalidade consciente? Você tende a apontar mais frequentemente as características positivas ou negativas do seu filho?

A disciplina positiva foca no encorajamento da criança, mas não significa ser sempre otimista, nem ignorar problemas ou mimar as crianças com elogios excessivos. O objetivo é agir com discernimento, não criticar e focar no encorajamento.

A disciplina positiva, base para a parentalidade consciente, exige reconhecimento da natureza dos nossos filhos e uma busca ativa em fazer diferente do que estamos acostumados a agir com os nossos filhos.

A disciplina positiva tem o objetivo encorajar crianças e adolescentes a tornarem-se responsáveis, respeitosos, resilientes e com recursos para solucionarem problemas da vida de forma segura. E se a relação é segura, estamos falando do desenvolvimento de uma relação de Apego Seguro.

A teoria do apego e a disciplina positiva- Educadora Parental

A teoria do apego  não pode passar a ideia de que as crianças que são criadas sob esta filosofia são apegadas e dependentes. Ter este conceito é ter certeza que não conhece essa filosofia, baseada em ciência e com inúmeros artigos que a suportam.

A parentalidade consciente e a teoria do apego são sinônimos de criação com afeto, vínculo, disponibilidade, empatia, criação com segurança emocional. O apego seguro é a posição dos pais com relação aos filhos. É sobre empatia e compaixão.

Não é uma tarefa fácil e, por isso, é preciso que seja realizada com equilíbrio para que a criança não se torne mimada.

A criação com apego é a criação de seres seguros, autoconfiantes e empáticos, justamente porque eles são ensinados a terem segurança emocional. E isso acontece porque os pais passam a ter consciência que são o espelho para seus filhos. E que, se desejam que tenham tantas virtudes, devem ter estas virtudes como base do seu relacionamento com o filho.

Como melhorar o sono do bebê com apego seguro e presença

Nos primeiros anos de vida a criança precisa se sentir segura e protegida, e isso significa que não dormem sozinhos.

As vezes isso pode ser um problema para os pais por causa da privação do sono ao longo do dia. Mesmo assim, é normal que os pais acordem várias vezes durante a noite para cuidar do bebê.

Porém, é preciso saber como cuidar do bebê e das suas necessidades. Mas onde entra a parentalidade consciente e a teoria do apego aqui? A disciplina positiva e a teoria do apego são aplicadas mesmo antes da criança nascer e leva-se isso até a sua fase adulta, com o objetivo de formar seres humanos mais empáticos, independentes e autoconfiantes.

Após o parto, os pais precisam saber o motivo pelo qual o bebê está chorando. É fome, sede, desconforto, cansaço, necessidade de companhia, de calor, de contato? Essas dúvidas são normais.

É necessário interpretar, dia a dia todas as necessidades do bebê: com foco na criança, não na nossa ansiedade como pais. As crianças nos guiam, nos direcionam com o volume do choro, com ruídos diferentes, com movimentos… comunicando desde que eles nascem. É um estreitamento da relação! Os pais passam a atender as necessidades da criança até o momento em que essas necessidades são atendidas e sanadas, cada vez sendo atendidas de forma mais fácil e organizada.

Tudo isso faz parte do processo de parentalidade consciente e da teoria do apego. Lembrem-se de adotar uma postura amorosa e empática com os filhos.

Quer saber mais sobre disciplina positiva, educadora parental, como educar os filhos, parentalidade consciente e a teoria do apego? Entre em nosso blog.

Inscrições Abertas

Vagas abertas para o curso de
Certificação em consultoria do sono