Facebook 8 horas

Educar os filhos é uma grande responsabilidade e pode ser um grande desafio para os pais. Existem várias abordagens existentes de educação. A disciplina positiva está em destaque e seus benefícios são comprovados cientificamente.

A educação positiva aposta na firmeza, com gentileza, nas relações com os filhos. Não usar de punições ou recompensas como a melhor forma de educação dos filhos nos dias atuais. A teoria do apego e a disciplina positiva são filosofias que promovem a relação saudável, e com respeito, com os filhos desde antes mesmo do nascimento.

Teoria do apego Meu bebê não dorme

O objetivo da teoria do apego e da disciplina positiva é criar adultos íntegros, saudáveis, independentes, responsáveis e felizes. A ideia é fazer com que a criança perceba seus limites e levem uma vida sem relações tóxicas e sem dependência emocional. Educar uma criança utilizando da disciplina positiva e da teoria do apego ajuda a criança a ser mais organizada emocionalmente, empática, responsável por si e como ente na sociedade.

Muitos pais têm problemas com o sono dos filhos e sabemos que o sono infantil é importante para o seu desenvolvimento. Um dos focos da teoria do apego é dar a atenção que a criança precisa e utilizar de meios que ajudem a criança a se sentir confortável e segura durante o dia, durante os desafios, para que ela se sinta amada e confortável, entregando-se ao sono em estado de segurança física e emocional.

Porque o meu bebê não dorme a noite toda? Bem, pode acontecer da criança acordar na madrugada para mamar, por exemplo, e isso é normal. Porém, a ideia é atender com tranquilidade as demandas do bebê, considerando que esse é o processo natural de desenvolvimento dele: solicitar companhia e presença, sempre! As mamadas noturnas serão diminuídas a partir do memento que não restringimos esse contato. Quanto mais presença e segurança, mais apego seguro, ou seja, menos dependência (incrível com a sociedade autoritária compartilha exatamente o contrário). Com essa entrega emocional e física, segundo a necessidade da criança, ela se desenvolve com a sensação confortável de segurança, o que promove um sono tranquilo por toda noite.

A educação tradicional não corresponde à teoria do apego, uma vez que a educação tradicional não considera importante as necessidades da criança. Na criação com apego, os pais são a figura principal do processo de ensino-aprendizado e, são eles quem detém o poder e o conhecimento e estão ali para transferir para os filhos. No modelo tradicional, o foco é a obediência, a disciplina, e não enxergamos os pais como principais nesse processo, ‘empurrando’ também a responsabilidade de educação para a escola, avós, etc.

Diferentemente da educação tradicional, na disciplina positiva, os pais são apenas mediadores que levarão a criança a construir seu próprio conhecimento em relação a si mesma e ao mundo. O foco são as necessidades da criança e a comunicação é feita de maneira diferente. A hierarquia de poder é deixada de lado, substituindo-se por uma liderança empática.

Educadora parental e disciplina positiva

Como falamos, a disciplina positiva é a ação de tomar conta em que os pais assumem responsabilidades e comportamentos para melhorar o desenvolvimento e estimular a criança, respeitando sua integridade.

O apoio dos pais aos filhos são fatores importantes e é levado em conta a importância de respondermos adequadamente às necessidades das crianças, principalmente até os 7 anos de idade, fase em que são profundamente dependentes em relação aos seus cuidadores.

Na disciplina positiva, o respeito e a consideração às emoções são a base para a aquisição de algumas das competências estruturantes da personalidade da criança, como a resiliência. É importante valorizar toas as emoções (entendendo que não há emoções positivas ou negativas, todas são respostas do campo emocional a alguma vivência e devem ser SENTIDAS, organizadas e permitidas). São os pais que regulam emocionalmente a criança, não cobrando delas uma habilidade incompatível com seu desenvolvimento neurocortical. 

A autorregulação será uma conquista através do exemplo dos pais, muito necessária para desenvolvermos relações futuras saudáveis, ou seja, para nosso relacionamento social com os pares ou o incentivo do desenvolvimento dos interesses e pontos fortes individuais (vocação).

Quer saber mais sobre teoria do apego, disciplina positiva, educadora parental e apego seguro? Entre em nosso blog.