Consultoria do sono: como tratar o terror noturno

Entenda o que é terror noturno

Você sabe o que é terror noturno e como pode ser tratado? Terror noturno é um distúrbio do sono mais comum em crianças, mas pode acometer o adulto. O sono infantil tem muitos segredos que só aparecem com o decorrer do tempo, mas como uma consultoria do sono tudo pode ser resolvido de forma leve e mais consciente para os pais e filhos. Durante a noite podem acontecer episódios de poucos segundos ou minutos, onde a criança pode sentar na cama, gritar, abrir os olhos, correr pela casa, chorar inconsolavelmente, etc. e não acordar, não se lembrando do acontecido no outro dia. O importante é manter a calma para que nada acorde a criança de forma abrupta.

É comum os pais ficarem preocupados, sentir o que chamamos de culpa materna, acreditando que está acontecendo algo muito ruim com seus filhos e, na tentativa de acalmar a criança, acordam e levam o pequeno para dormir com eles, fazendo a cama compartilhada. Nestes casos, não há decisão certa ou errada. Cabe aos pais a decisão do que fazer, conforme os hábitos e sua forma de cuidar dos filhos, para que alivie a culpa materna. No entanto, vale entender o que pode estar acontecendo com a criança, para que a decisão de levá-la ou não para a cama e fazer a cama compartilhada, acordá-la ou não no meio da noite, seja tomada de forma consciente.

Trate o terror noturno por meio da consultoria do sono

A consultoria do sono dá todos os aconselhamentos para que a família se sinta segura e não procure problemas aonde não tem, entendendo mais sobre a fisiologia do sono. Importante, também, é saber diferenciar pesadelo do terror noturno infantil que acontece na fase “Não-REM”. Conforme sugerem os especialistas, se deve provavelmente à imaturidade do sistema nervoso central da criança. Embora os pais possam se assustar, é algo natural e que acontece com algumas crianças. Esse processo de maturação acontece aos poucos, de acordo com o crescimento, tornando os episódios cada vez mais raros, até se extinguir de vez na adolescência.

Os episódios de terror noturno são relativamente comuns em crianças e elas acabam ficando inseguras de dormirem sozinhas, mas as pesquisas sugerem que não há prejuízos na vida delas, ou seja, não vai atrapalhar seu desenvolvimento. Os pais precisam ficar atentos se os episódios de terror noturno, forem muito frequentes, como, por exemplo, todas as noites, mas, se acontecer uma ou duas vezes por semana, é mais provável que seja apenas uma fase. Curiosamente, pesquisas indicam que pais que falam dormindo ou são sonâmbulos, têm mais chances de ter filhos com terror noturno.

WhatsApp chat