Mentoria em Sono Infantil e Apego Seguro – Conexão com os pequenos

Você sabia que as vivências dos nossos filhos nos primeiros ano de vida podem impactar sua saúde emocional por toda a vida?

E porque o sono das crianças é um grande desafio?

Você sabe agir para melhorar o sono do bebê?

Vive a privação de sono e acredita que seja essa a realidade do primeiro ano de vida da criança?

Hoje vamos falar um pouco sobre a nossa mentoria em sono infantil e apego seguro, a conexão com nossos filhos e os problemas do sono do bebê nos dias atuais.

Desenvolvi um áudio-curso que vai permitir que conheça cada vez mais seu filho, com áudios que você pode escutar onde e quando puder, e o melhor: transformador. Com oportunidades semanais de tirar dúvidas diretamente comigo!

Privação do Sono e o Sono das Crianças

Estamos acostumados com um estilo de vida dinâmico, movimentado, com muitos compromissos, atividades e rotinas que demandam muito do nosso tempo. É assim a realidade de muitas pessoas. Além da rotina, citamos, também, a conexão com a internet, os smartphones, que são grandes responsáveis pela escassez do tempo e pelo dinamismo que levamos nossas vidas.

Com a chegada dos filhos o normal que aconteça é: você não terá mais aquele controle sobre sua rotina, sobre seu dia-a-dia. E o mais difícil: a privação do sono e o nosso desconhecimento em relação ao sono do bebê!

Bem, isso não está sob seu controle. Vai acontecer, de uma maneira ou outra. As pessoas se adaptam aos momentos adversos e, além disso, elas podem promover melhores condições para que o tempo com os filhos seja proveitoso. Você tem sua rotina, é pesada, mas você precisa ter qualidade de tempo com seu pequeno. Seja no momento da amamentação, organização de um ambiente ideal para o sono reconfortante do bebê. O que não pode acontecer é: garantir que todas as atitudes sejam efetivas. Esse é um caminho sem volta para a frustração.

Sono de crianças – Criando com apego

O sono é um aspecto importante na vida de uma criança. Ele é responsável pelo crescimento, desenvolvimento e a manutenção da saúde da criança. É um habito associado a à prevenção de doenças e ajuda na melhoria do aprendizado, no humor e no bem-estar mental.

Garantir um sono adequado para o bebê é muito importante e entendemos que, às vezes, não é uma tarefa fácil! E é por isso que estamos fazendo essa abordagem sobre o sono de crianças.

A abordagem do sono com ênfase em apego seguro permite e amplia o nosso olhar para o ‘não esperado’ comportamento de sono das crianças, desmistificando a impossibilidade de transformarmos o momento do sono em um momento de conexão. O sono das crianças é sim um desafio, mas também é uma comunicação dos nossos filhos conosco.

Com tantas informações desencontradas sobre o sono infantil, trouxemos a Mentoria em Sono e Apego seguro, para adentrarmos na área com informações baseadas em evidências científicas, direcionando nosso comportamento para atender, não só as necessidades fisiológicas, mas as necessidades emocionais dos nossos filhos.

A mentoria em Sono e Apego seguro foi desenvolvida por Lívia Praeiro, especialista em sono (certificada em medicina do sono pela USP e estudante em Sono e Sociedade pela Universidade de Michigan), pós-graduanda em Neurociências e referência no país em Apego Seguro (primeira brasileira certificada pelo Attachment parenting international – API).

No dia 10 de agosto vai acontecer a Mentoria Sono e Apego Seguro: 0 a 6 anos. Um guia diário para direcionar pais e cuidadores a encontrarem uma forma mais leve e mais consciente de relacionarem-se com o sono das crianças. É uma mentoria para pais e cuidadores e será um evento online.

As inscrições podem ser realizadas por este link e, caso queira saber mais informações sobre a Mentoria em Sono e Apego seguro, acesse nosso site.

Gostou da publicação? Vai perder a chance de participar de um curso fantástico? Entre em contato

Como melhorar o sono do bebê – Rotina do sono

como-melhorar-o-sono-do-bebe-rotina-do-sono

O comportamento de sono é um reflexo do dia. Nós adultos sabemos que o nosso dia a dia afeta nossa rotina do sono e com nossos filhos é a mesma coisa. O estresse pode fazer com que você não tenha uma boa noite de sono, com sono leve e pouco relaxamento. O estresse pode atrapalhar, também, o sono do bebê. Sim as crianças se estressam, e bastante, principalmente por elas ainda não saberem lidar com certos tipos de sentimentos.

As vezes as crianças estão estressadas e nem imaginamos que isso está acontecendo ou pode acontecer. Muitos pais questionam quando irão conseguir dormir uma boa noite de sono novamente, especialmente depois que o bebê nasce.

Não é fácil aguardar até que os pequenos encontrem um bom ritmo de sono e as vezes isso pode gerar uma certa angústia para a família. Reclamar que “meu bebê não dorme” é algo comum entre pais de primeira viagem, e até em pais de segunda, terceira e quarta viagem. É comum demorar a se acostumar com o sono infantil e adaptar o seu filho com uma boa rotina do sono.

Vamos falar um pouco sobre o sono infantil e como melhorar a rotina do sono da criança, criando com apego, respeitando e compreendendo as necessidades fisiológicas dos pequenos?

Meu bebê não dorme – Educadora parental

É de extrema importância saber que o ciclo de sono recebe influências biológicas, ambientais e sociais. Conhecer as peculiaridades de cada fase norteia as expectativas dos pais, permitindo fazer ajustes de hábitos. A evolução da rotina do sono é um processo que exige mais tempo do que treinamento.

Não existe uma receita certa, mas uma educadora parental em Sono e Apego Seguro pode ter sim um olhar para o todo,  é capaz de ajudar a entender essa necessidade fisiológica da criança, necessidade básica da vida e que influencia no crescimento e no desenvolvimento saudável da criança e suas necessidades emocioanos, trazendo à família a oportunidade de um novo olhar e atitudes que promovem o Apego Seguro e, consequentemente, um sono saudável para as crianças.

Um olhar especial que a educadora parental em Sono e Apego Seguro tem sobre a hora do sono é que o tempo que a criança demora para relaxar e se entregar ao sono é uma oportunidade para passar um tempo de qualidade com eles. Às vezes eles estão necessitados de uma atenção maior, e é aqui que você deve aproveitar.

E, como esperado, o comportamento dos pais influencia diretamente no processo de pegar no sono das crianças. Se transmitimos sentimentos agitados e apressados, mais atrapalhamos o processo deles. Logo, que leve o tempo que for para que eles consigam dormir. Aproveite esse tempo. Dê atenção e amor.

Criando com Apego – Rotina do sono

Observe a criança durante o dia, observe suas sonecas e a hora de dormir, analise se o cortisol não está impedindo que durmam com facilidade. Se as sonecas estão boas e, mesmo assim eles não adormecem facilmente, avalie se o tempo com que vocês passam está sendo o necessário. Se precisa entender mais profundamente sobre a rotina, ritual do sono e atitudes que promovem o bom comportamento de sono e ainda tem dúvidas sobre o apoio de uma educadora do sono, adquira nossa Mentoria em Sono e Apego Seguro.

É impossível medir a quantidade de tempo que passamos com nossos filhos. Eles não têm esse relógio que nós temos, de ficar contabilizando o tempo de convívio com os pais. Eles conseguem perceber o tempo que se sentiram vistos, importantes e amados.

A criação com apego tem isso como base! Ceder às necessidades das crianças, respeitar e ter empatia por seus sentimentos. Se eles não estão satisfeitos com o tempo em que estão passando com os pais, passe mais tempo com eles.

Vamos a algumas dicas, então:

Para ajudar, antes de dormir, observe sinais do sono, faça um ritual todos os dias para prepará-los para dormir, regule horários, cochilos durante o dia, veja a temperatura do ambiente, a luminosidade e mantenha silêncio, também evite brincadeiras agitadas.

Por fim, a cama deve ser adequada, plana, com colchão firme, sem objetos soltos como brinquedos. Evite tudo que for estimulante, como telas (celulares e tablet), na cama ou perto da criança na hora de dormir.

Quer saber mais sobre a criação com apego, apego seguro e a rotina do sono do bebê? Aqui no blog mantemos você informado sobre educação positiva, desmame, sono do bebê, criando com apego e outros assuntos.

Como fazer meu filho dormir – Sono do Bebê

como-fazer-meu-filho-dormir-sono-do-bebe

“Meu filho não quer dormir”, “Meu filho não consegue dormir”, “Quanto tempo meu filho precisa dormir”. Você que é pai ou mãe de primeira viagem já se deparou com algumas dessas perguntas? Você sabe o tempo necessário do sono do bebê?

O sono é um dos aspectos mais importantes para o crescimento, o desenvolvimento e a manutenção da saúde da criança. Dormir bem é um habito associado à prevenção de doenças e ajuda na melhoria do aprendizado, no humor e no bem-estar mental, você sabia?

Duvidas como “quanto tempo meu filho precisa dormir” e “meu filho não dorme”, são normais para pais e mães de primeira viagem, e até para os de segunda, terceira viagem. É de grande importância estabelecer alguns pontos e estabelecer um sono ideal para o seu filho.

Sono do bebê – Meu filho não dorme

 

Nessa postagem vamos dar algumas dicas para melhorar o sono do seu filho. Vamos começar:

  1. Rotina para dormir e acordar

“Certo, eu preciso criar uma rotina para meu filho dormir e acordar. Mas como fazer meu filho dormir?”.

Em qualquer idade é importante estabelecer horários, mas que não sejam relacionados á rotina da família, mas à rotina que o bebê apresenta, dia a dia. No início pode ser difícil adaptar ao bebê, pois gostaríamos que seus horários considerassem ‘os nossos’ horários. Mas é uma fase onde nós precisamos nos adaptar a eles, e se tivermos esse olhar desembaçado e focarmos nas necessidades do babê, perceberemos que não tem um comportamento de sono ruim, mas sim adequado ao que é necessário à eles. Faça a mudança na sua rotina gradativamente e evite muitos compromissos nos horários do sono, deixe as mudanças para os finais de semana.

Os cochilos diurnos são comuns até os 5 ou 6 anos e devem ocorrer no início da tarde. Mas na realidade, nossa geração de crianças quase não faz cochilos após os 3 anos, vivenciam muito pouco o ócio e tem mais estímulos que as gerações anteriores. Tudo bem! O importante é entender que ficarão mais cansados ao final do dia, mais chorosos, mas na verdade a adaptação e o entendimento deve vir se nós. Reduza o ritual do sono, permita que ele adormeça o quanto antes.

  1. Manter um tempo adequado de sono

Mesmo que você fale “meu filho não quer dormir”, é importante que você fique atenta às mudanças com o passar do tempo. É importante que você adapte os horários de sono e a quantidade de tempo que a criança deve dormir. O tempo ideal de sono para cada período de idade é:

  • 4 a 12 meses: 12 a 16 horas, incluindo sonecas.
  • 1 a 2 anos: 11 a 14 horas, incluindo sonecas.
  • 3 a 5 anos: 10 a 13 horas, incluindo sonecas.
  • 6 a 12 anos: 9 a 12 horas.
  • 13 aos 18 anos: 8 a 10 horas.

Esses dois pontos são importantes, mas você deve ficar atento a outros pontos como:

  • Deixar a criança relaxada antes de dormir
  • Deixar a criança dormir onde quiser, onde funciona mais (sem crenças que ficarão dependentes de companhia ou da cama dos pais)
  • Cuidar da alimentação noturna
  • Montar um ambiente adequado
  • E privilegiar uma posição adequada durante o sono (se são bebês)

Meu filho não consegue dormir

 

Antes de preparar o seu filho para dormir é importante preparar o ambiente. A casa deve se encontrar em um estado calmo e nós, pais, devemos estar calamos também. Obrigá-los a dormir é uma diretriz que não EXISTE: frustra as crianças, frustra-nos e o ambiente do sono fica mais carregado e a criança nervosa. É bom evitar brincadeiras agitadas, bem como TV e Celular.

Gostou da publicação? Quer sabe mais? Entre em nosso site e blog e confira as notícias sobre maternidade real, disciplina positiva, entre outros com a especialista em sono, Lívia Praeiro.

Apego Seguro – Meu bebê não dorme de dia nem de noite

apego-seguro-meu-bebe-não-dorme-de-dia-nem-de-noite

O apego seguro é uma prática que defende que todas as crianças estabelecem um apego que pode ser seguro ou inseguro com seus pais. Esse apego depende da atenção que é dedicada à criança ou bebê, na rapidez e eficácia com que os pais atendem às suas necessidades, respeitando os sentimentos da criança, oferecendo conforto e segurança.

O apego seguro pode influenciar diretamente no sono do bebê e pode ser um dos problemas de pais que reclamam: “meu bebê não dorme de dia nem de noite”. O apego seguro depende da atenção que é dedicada à criança. Ele se desenvolve quando os pais aceitam e respeitam as necessidades da criança e respondem a esse estímulo respeitando as necessidades e medos dos filhos.

Sono do bebê – Apego Seguro

O apego é a relação afetiva mais íntima, profunda e importante que os seres humanos estabelecem. O apego seguro é uma relação que perdura no tempo, é estável, relativamente consistente e permanente durante a maior parte da vida de uma pessoa.

O apego é uma necessidade biológica partilhada por todos os seres humanos e isso significa que as pessoas necessitam de viver vinculados a outras pessoas que cuidem deles e os desejam. O apego é o espaço vital de crescimento da criança e isso quer dizer que a qualidade do apego transmitira à criança vai influenciar o modo como se desenvolve e comporta no futuro.

O apego transmite segurança, autoestima, confiança e autonomia para enfrentar o mundo e não se forma de um dia para o outro. Diariamente as necessidades das crianças têm que ser atendidas com respeito e carinho para que ela desenvolva o apego seguro. E nós, pais, precisamos conhecer nossas barreiras, aquilo que impede que sejamos responsivos, curar-nos da nossa infância e despertar nosso olhar amoroso e respeitoso aos filhos. Essa é a minha busca diária!

Seu bebê não dorme? Que tal tentar experimentar a consultoria com um dos nosso profissionais, baseado no apego seguro?

Se o seu bebê não dorme pode ser um problema de apego. Ele não está se sentindo seguro e confortável o suficiente para conseguir dormir. Dar colo, atenção, amamentar em livre demanda e embalar na hora de dormir são alguns pontos importante da criação com apego que pode ajudar o seu bebê a dormir.

Meu bebê não dorme – Criação com apego

A forte ligação emocional dos pais com os filhos é fundamental para relacionamento seguros e empáticos na vida adulta. A criação com apego possui princípios que funcionam como ferramentas para o apego seguro. Os princípios não devem ser encarados como regras, mas como orientações para um apego saudável e seguro entre os pequenos e seus pais, fundamentado em um vínculo firme.

Os princípios são:

  1. Preparando para a gestação, nascimento e criação.
  2. Alimentando com amor e respeito.
  3. Respondendo com sensibilidade.
  4. Usando o contato afetivo.
  5. Garantindo um sono seguro, física e emocionalmente.
  6. Cuidado consciente e amoroso.
  7. Praticando a disciplina positiva.
  8. Mantendo o equilíbrio entre a vida pessoal e familiar.

Como falamos, esses princípios não são regras e devem ser encarados como orientações para um apego saudável e seguro.

“Meu bebê não dorme” é uma frase usada por muitos pais e muitos desses pais ainda não conheceram a criação com apego, apego seguro e a disciplina positiva. E você, já conhece?

Entre em nosso site e blog e confira as notícias sobre apego seguro, disciplina positiva, entre outros com a especialista em sono, Lívia Praeiro.

Disciplina positiva para educar filhos – Fundamentos

educacao-positiva-sono-do-bebe

A disciplina positiva teve sua origem nos anos 20, mas somente nos anos 80 começou a ser divulgada, assim como seus benefícios na forma de educar as crianças. A educação positiva possui cinco fundamentos que propõe um modelo para compreender melhor o comportamento das crianças e a forma de abordar sua atitude com o objetivo de guiar as crianças através de uma perspectiva positiva.

A disciplina positiva para educar filhos é baseada na comunicação, amor e empatia. Ela propõe uma educação emocional com respeito e firmeza, não incluindo lutas de poder, controle excessivo ou permissividade.

Maternidade Real

Todos sabemos da dificuldade em ser mãe. É se doar a todo momento, pensar e estar com a criança 24 horas por dia. Se preocupar com o sono do bebê. É preocupante, dá medo. Medo de perder e de não conseguir aproveitar todo momento com os filhos. É normal se sentir assim. Gerar, parir, criar, maternar. É difícil, mas é bonito, solitário, intenso. E é para sempre. A maternidade real é o instinto materno, o amor incondicional, a responsabilidade vivida sozinha e compartilhada.

A educação positiva é uma prática fantástica e vem ajudando várias mães educarem seus filhos. Então, vamos aos fundamentos?

Educação positiva – Fundamentos

Existem hoje muitas filosofias que nos apoiam a responder aos desafios dos filhos, mas é importante entender que tudo começa de nós. Nosso autocontrole não será desenvolvido através destas ferramentas. Precisa ter tempo para cuidar de si mesma (seus ímpetos, suas dores, seus desejos) para então conseguir entender que não estamos aqui promovendo ferramentas para controlar os filhos, mas sim para nos auxiliar a nos conectar com eles. A aplicação da disciplina positiva como método de educação emocional pode trazer vários benefícios para os pais e a criança, pois promove o respeito. Isso impacta positivamente, inclusive permite que a relação com os pais seja mais leve e amorosa, o que ajuda no sono do bebê, entre outros diversos benefícios.

São 5 os fundamentos da educação positiva:

  1. Ser amável e firme ao mesmo tempo

Ser amável e firme ao mesmo tempo pode ajudar no bem-estar do filho e no próprio bem-estar. Ao ser amável com a criança, o respeito; ao ser firme, respeito a mim mesmo. Esse é um dos princípios mais importantes e faz uma referência a uma educação baseada no respeito mútuo.

  1. Ajuda a criança a sentir-se importe e pertencente

Ao incluirmos nossos filhos em nossas decisões diárias permitimos que se sintam importantes e que fazem parte do contexto familiar. Dessa maneira nos conectamos mais com eles, convidamos sempre a cooperar, escutamos e os levamos a sério.

  1. Eficaz a longo prazo

A disciplina positiva é um pensamento a longo prazo. Ela ajuda a guiar os filhos para buscar soluções que ajudem na solução de conflitos e problemas. Para conseguir isso é necessário que os pais se coloquem no lugar dos filhos a todo momento.

  1. Ensina valiosas habilidades para a vida

A educação positiva oferece aos filhos uma oportunidade de crescer com habilidades de vida necessárias para prosperar. É sempre necessário mostrar-lhes habilidades como responsabilidade, autocontrole, disciplina, empatia e respeito.

  1. Ajuda a criança a desenvolver suas capacidades e ser conscientes delas

A disciplina positiva ajuda a criança a descobrir suas capacidades e possibilita que elas confiem nelas mesmas. Torna as crianças mais autônomas e capazes de aprender com seus próprios erros. Sem julgamentos, castigos, anda que se equivoquem, ao ter confiança em si mesmos, aprenderão o correto e a corrigir os erros.

Gostou das dicas? Entre em nosso blog e fique por dentro das notícias sobre os pequenos.

 

WhatsApp chat