Privação de sono – leia para saber fazer seu bebê dormir melhor!

Então o bebê nasceu! ??
Sim, ele é um bebê e tudo é muito novo para vocês dois! Claro que pedem para você descansar enquanto o filho dorme, mas eu sei! Mesmo que ele durma por 3 horas seguidas, a gente não consegue dormir tão bem quanto eles e na melhor das opções, dormimos por apenas duas horas. Depois mais uma, depois mais duas…isso pode ser aceitável por uns dias, mas assim que as semanas vão passando, a privação de sono pode causar exaustão profunda e ser o gatilho para sérios problemas, como enxaquecas, estresse, obesidade ou até mesmo atritos no casamento e depressão.
Mas qual o melhor caminho a seguir? ??‍♀️
Alguns experts dizem aos pais que “isso passa”, mas nós sabemos que a maioria dos bebês (e isso inclui os recém-nascidos) podem ser direcionados a uma melhor qualidade de sono e isso melhora muito o ambiente familiar.
Parece impossível, mas mesmo os bebês que acabaram de sair do hospital podem dormir bem (bem não significa a noite toda e sim ter momentos de sono mais consistentes, segundo sua capacidade e maturidade fisiológica). Ninar no colo faz parte desse ritual, porém não isolado, como todos fazem. Se agregada a outras atitudes que induzem a bons momentos de sono, você pode se surpreender!
Consulte nossos serviços! ⠀

Maternidade e vida profissional

Para quem é novo por aqui e ainda não sabe, sou Consultora do Sono, Educadora parental em Disciplina positiva e também atuo na minha profissão de origem: Gerente de projetos! E por ‘gerenciar projetos’, entrei de cabeça nos principais ‘projetos’ da minha vida: mundo infantil, educação infantil e maternidade. Por que não podemos ser mães e manter nossa vida profissional? Essa questão me moveu profundamente.

Como a sociedade ‘vende’ a ideia de que esta realidade tão comum não funciona, ou não é saudável, acabamos nos sabotando. A falsa crença alimentada diariamente nas redes sociais reforçando que somente nos anulando como mães seremos boas profissionais ou, ao contrário, nos anulando como profissionais seremos boas mães. E como exercer a profissão que eu amo? E como não ajudar em casa, se meu salário também é preciso?

Essa crença não me atendia, não me atende. E observei que dentre tantos desafios da maternidade, um deles era importante e (oba!) contornável: o sono! Se a maternidade não permite que você durma bem, como conseguir atender à demanda do filho e ainda sair para trabalhar? Tinha certeza que, principalmente privada do sono e sem saber aproveitar com qualidade os momentos com eles, não seria capaz de viver esses vários papéis! O sono direciona a rotina do filho, a palavra certa,  mais paciência e tranquilidade no dia a dia…

E a cada dia que passa, venho reforçando em mim uma única certeza: ser mãe não é se privar do que você é e sim, o equilíbrio! A mãe saudável emocionalmente é tudo o que um filho precisa. Seu filho dorme bem? Você consegue se conectar com ele? Então você tem tempo para você e para dormir bem também e vivenciar sua rotina com prazer. E maternidade não precisa de dedicação exclusiva, precisa sim de momentos exclusivos e de qualidade para vivenciarmos a maternidade!

WhatsApp chat