Como educar com disciplina positiva?

inteligencia emocional infantil educação emocional

A disciplina positiva consiste em promover um saudável desenvolvimento dos nossos filhos desde uma perspectiva positiva. Apesar de sua origem nos anos 20, começou a ser divulgada apenas nos anos 80 através de Jane Nelsen (e outros autores, mas Jane Nelsen quem ‘batizou’ a expressão Disciplina Positiva) e possui fundamentos importantes para compreender melhor o comportamento das crianças e a forma de abordar sua atitude com o objetivo de guiar as crianças através de uma perspectiva positiva.

Você sabe os benefícios da educação positiva ou disciplina positiva? Elas focam no encorajamento da criança, mas isso não significa ser sempre otimistas, nem ignorar problemas ou mimar as crianças com elogios excessivos. Educação positiva, disciplina positiva e até o apego seguro nos dá ferramentas para  agir com consciência, discernimento e não colocar as nossas expectativas nos outros.

Mas como educar com a disciplina positiva? Como usar da educação positiva e do apego seguro para ajudar com a inteligência emocional infantil

Inteligência emocional infantil Educação parental

Para ajudar no desenvolvimento da inteligência emocional infantil temos que levar em conta uns pilares básicos. A primeira coisa vai ser aprender a identificar as próprias emoções e também temos que aprender a identificar as emoções que os outros estão experimentando.

Temos que aprender a controlar as emoções e para isso devemos encontrar o equilíbrio necessário. Saber o que acontece comigo, o que estou pensando e o que está fazendo com que me sinta dessa maneira para aprender a me controlar.

E educação emocional começa com o conhecimento dos sentimentos, o entendimento dos sentimentos e, em seguida, aprender a lidar com esse sentimento. Ela envolve relacionamentos e saber conviver um com o outro (e consigo mesmo). Envolve respeito, controle das emoções em situações diversas, concentração, superação, aceitação e motivação.

Educar com a disciplina positiva tem como objetivo encorajar crianças e adolescentes a tornarem-se responsáveis, respeitosos, resilientes e com recursos para solucionarem problemas da vida de forma segura. Ajuda a desenvolver a inteligência emocional infantil e ensina habilidades sociais e de vida.

Educação Emocional Disciplina positiva

Algumas pautas podem nos ajudar com a educação parental e a disciplina positiva:

  1. Coloque-se no lugar da criança

Entenda a criança, coloque-se no lugar dela e compreenda as razões de sua conduta. Se você conseguir descer a seu nível ficará mais fácil entender o que está acontecendo.

     2. Pratique uma comunicação positiva

Ajude a criança a pensar, refletir e tomar decisões sobre seu comportamento. Se ela demonstrar uma conduta não adequada, procure conversar e, através de exemplos, explicar como atuar.

    3. Seja seu maior exemplo

Seja um exemplo para seus filhos. Ela irá se espelhar em você. As crianças costumam nos imitar em tudo o que fazemos. Se somos capazes de dar-lhes bons exemplos, ela aprenderá.

   4. Cumpra com suas promessas

Estabeleça os objetivos de conduta que quiser conseguir, envolvendo-a e elaborando um plano coerente e conciso para consegui-lo. A coerência é fundamental no processo de educação. Dizer uma coisa e não cumprir pode confundir a cabeça da criança e possibilitar que ela não consiga se comportar como o esperado.

   5. Pratique a comunicação ativa

Dialogue com a criança, permitindo-lhe explorar as consequências de suas decisões, utilizando o erro como fonte de aprendizagem, em lugar de gritos e castigos para que pague pelo seu erro.

Essas foram umas das dicas sobre a educação positiva. Quer saber mais sobre disciplina positiva, apego seguro, educação parental e inteligência emocional infantil? Entre em nosso blog

Importância e desafios da primeira infância

educacao-positiva-autocuidado

A primeira infância é compreendida dos 0 aos 6 anos de idade e é uma grande janela de aprendizagem da criança. É nessa fase que a criança estabelece até 700 novas conexões neurais por segundo, quase o dobro do que irá conseguir no restante da sua vida. A primeira infância é um período fundamental no desenvolvimento cerebral. Os bebês começam cedo o seu aprendizado sobre o mundo que os cerca.

Segundo especialistas, o investimento nessa fase pode trazer benefícios não só pessoais, mas coletivos, como o aumento da renda do país, redução de problemas sociais, como baixa escolaridade, violência e até a mortalidade infantil. Existem métodos de estudos que correlacionam e comprovam que o investimento financeiro realizado na primeira infância resulta no impacto positivo e melhora significativamente a vida das crianças até a idade adulta.

Estágios de desenvolvimento

Até os 6 anos de idade as crianças desenvolvem habilidades como linguagem, competências emocionais, funções cognitivas como a atenção, memória, o pensamento crítico e o planejamento. Essas habilidades são refinadas durante a adolescência da criança, mas começam a ser formadas logo na primeira infância.

Essas habilidades surgem quando a criança precisa controlar seus impulsos, prestar atenção ou cumprir regras. Durante os estágios de desenvolvimento as crianças que são orientadas a persistir, lidar com o fracasso e resolver problemas têm mais chances de se tornarem pessoas melhores.

Quando falamos de resolver problemas e persistir, é importante citar o apego seguro e a educação positiva. A educação positiva tem o objetivo de educar os filhos baseando na educação, autocuidado, amor e empatia, ajudando no desenvolvimento da educação emocional. O foco da educação positiva é o encorajamento da criança, tornando as crianças mais responsáveis, respeitosas, resilientes e com recursos para solucionarem problemas da vida de uma forma segura. É uma metodologia que ensina habilidades sociais e habilidades de vida.

Mas qual a relação da educação positiva, apego seguro com a primeira infância?

Bem, vimos que é na primeira infância que as crianças começam a desenvolver a maioria das suas habilidades que serão levadas para a vida, refinadas na adolescência e lapidada na vida adulta.

Apego seguro, educação emocional e a primeira infância

O apego seguro é uma posição dos pais com relação aos filhos. É o entendimento das necessidades das crianças e a dedicação com afeto, criação de vinculo, criação com disponibilidade, empatia e segurança emocional.

A criança, até os 3 anos de idade, passa a estabelecer um relacionamento pessoal com seus cuidadores, que na maior parte das vezes são os próprios pais. O ambiente familiar promove o autocuidado e facilita a criação do vínculo entre crianças e cuidadores.

É importante que na primeira infância a criança passe por boas vivencias, compartilhe momentos com seus familiares. É a partir daí que elas vão moldando o seu desenvolvimento. Em publicações anteriores falamos mais sobre a educação emocional e o apego seguro e como isso pode beneficiar as crianças e os pais.

Quer saber mais sobre Educação emocional e criação com apego? Em outras postagens falamos sobre esses temas. Em nosso blog você também vai encontrar postagens sobre educação positiva e criação consciente.

Outra oportunidade de conhecer melhor sobre Educação Positiva é através da nossa Certificação em Atuação Positiva, direcionada a profissionais da saúde, professores e pais.

Faça sua inscrição (http://bit.ly/34ZnavX)

 

Disciplina positiva para educar filhos – Fundamentos

educacao-positiva-sono-do-bebe

A disciplina positiva teve sua origem nos anos 20, mas somente nos anos 80 começou a ser divulgada, assim como seus benefícios na forma de educar as crianças. A educação positiva possui cinco fundamentos que propõe um modelo para compreender melhor o comportamento das crianças e a forma de abordar sua atitude com o objetivo de guiar as crianças através de uma perspectiva positiva.

A disciplina positiva para educar filhos é baseada na comunicação, amor e empatia. Ela propõe uma educação emocional com respeito e firmeza, não incluindo lutas de poder, controle excessivo ou permissividade.

Maternidade Real

Todos sabemos da dificuldade em ser mãe. É se doar a todo momento, pensar e estar com a criança 24 horas por dia. Se preocupar com o sono do bebê. É preocupante, dá medo. Medo de perder e de não conseguir aproveitar todo momento com os filhos. É normal se sentir assim. Gerar, parir, criar, maternar. É difícil, mas é bonito, solitário, intenso. E é para sempre. A maternidade real é o instinto materno, o amor incondicional, a responsabilidade vivida sozinha e compartilhada.

A educação positiva é uma prática fantástica e vem ajudando várias mães educarem seus filhos. Então, vamos aos fundamentos?

Educação positiva – Fundamentos

Existem hoje muitas filosofias que nos apoiam a responder aos desafios dos filhos, mas é importante entender que tudo começa de nós. Nosso autocontrole não será desenvolvido através destas ferramentas. Precisa ter tempo para cuidar de si mesma (seus ímpetos, suas dores, seus desejos) para então conseguir entender que não estamos aqui promovendo ferramentas para controlar os filhos, mas sim para nos auxiliar a nos conectar com eles. A aplicação da disciplina positiva como método de educação emocional pode trazer vários benefícios para os pais e a criança, pois promove o respeito. Isso impacta positivamente, inclusive permite que a relação com os pais seja mais leve e amorosa, o que ajuda no sono do bebê, entre outros diversos benefícios.

São 5 os fundamentos da educação positiva:

  1. Ser amável e firme ao mesmo tempo

Ser amável e firme ao mesmo tempo pode ajudar no bem-estar do filho e no próprio bem-estar. Ao ser amável com a criança, o respeito; ao ser firme, respeito a mim mesmo. Esse é um dos princípios mais importantes e faz uma referência a uma educação baseada no respeito mútuo.

  1. Ajuda a criança a sentir-se importe e pertencente

Ao incluirmos nossos filhos em nossas decisões diárias permitimos que se sintam importantes e que fazem parte do contexto familiar. Dessa maneira nos conectamos mais com eles, convidamos sempre a cooperar, escutamos e os levamos a sério.

  1. Eficaz a longo prazo

A disciplina positiva é um pensamento a longo prazo. Ela ajuda a guiar os filhos para buscar soluções que ajudem na solução de conflitos e problemas. Para conseguir isso é necessário que os pais se coloquem no lugar dos filhos a todo momento.

  1. Ensina valiosas habilidades para a vida

A educação positiva oferece aos filhos uma oportunidade de crescer com habilidades de vida necessárias para prosperar. É sempre necessário mostrar-lhes habilidades como responsabilidade, autocontrole, disciplina, empatia e respeito.

  1. Ajuda a criança a desenvolver suas capacidades e ser conscientes delas

A disciplina positiva ajuda a criança a descobrir suas capacidades e possibilita que elas confiem nelas mesmas. Torna as crianças mais autônomas e capazes de aprender com seus próprios erros. Sem julgamentos, castigos, anda que se equivoquem, ao ter confiança em si mesmos, aprenderão o correto e a corrigir os erros.

Gostou das dicas? Entre em nosso blog e fique por dentro das notícias sobre os pequenos.

 

Educação emocional e Inteligência emocional da criança

Você já parou para pensar que a educação emocional é importante para o amadurecimento da inteligência emocional da criança? Também já parou para pensar que ensinar o seu filho a controlar suas emoções e encontrar o equilíbrio emocional traz resultados satisfatórios no futuro, como melhorar autoestima, além de contribuir no fortalecimento de suas relações? Então, é sobre inteligência emocional da criança que vamos conversar com você nesse post. Vamos lá!

Educação emocional e Inteligência emocional: a importância do equilíbrio emocional

Primeiramente, devemos esclarecer que uma criança emocionalmente equilibrada não é aquela não chora, não se irrita e não expressa seus sentimentos. Pelo contrário! Assim como os adultos, a inteligência emocional da criança é identificar e compreender suas emoções para, assim, saber lidar com elas. Desde a vinda ao mundo até o momento da morte lidamos com situações necessárias de gestão das frustrações, emoções e adversidades.

Conforme conceituado pelo autor Daniel Goldman (1995), a inteligência emocional é a capacidade de identificar nossas emoções e as emoções dos outros, a fim de motivar-nos e de conseguir nos guiar. Daí a importância da educação emocional, pois aprender a manter o equilíbrio emocional o quanto antes significa alcançar benefícios e vantagens como melhorar autoestima, melhorar a capacidade de comunicação, manter a resiliência e a autonomia desde a infância. Sendo assim, a construção da inteligência emocional da criança está interligada à educação emocional proporcionada pelos pais.

Uma das dicas essenciais que auxilia na construção da inteligência emocional da criança e a melhorar autoestima é ensinar por meio do exemplo. Digo e repito “ensinamos aos nossos filhos a melhorar autoestima e honramos esse valor através dos nossos atos, não através das palavras”. Então, siga sem medo e consciente, pois o seu comportamento será refletido em seu filho e suas ações representarão um modelo de conduta a ser seguido.

Educação emocional e Inteligência emocional: criança interior

Para que você ensine algo, é necessário aprender, não é mesmo? Nada mais justo, então, do que os próprios pais aprenderem sobre educação emocional e inteligência emocional. Aqui encontra-se o primeiro passo para o sucesso rumo ao equilíbrio emocional. Na relação entre pais e filhos existe a criança interior. Sua criança interior.

A criança interior é um conjunto de memórias, desejos e sentimentos que te acompanham desde a sua infância até hoje. Nós nos tornamos adultos, mas a criança interior não morre, ela se mantém sempre viva para te lembrar da alegria em viver. Portanto, para que a inteligência emocional se estabeleça, é extremamente importante trazer à tona aquilo que o incomoda e promover o reencontro com as emoções do passado, a fim de dar um novo significado a elas.

É por esse motivo que eu, junto com Flávia Pereira, Juliana Franco e Thaís Basile construímos um projeto lindo e profundo que auxilia, de fato, os pais, os filhos e os parceiros a serem o que desejam ser, resgatando sua própria identidade e conectando com sua essência. Encontrar o equilíbrio emocional por meio da inteligência emocional é nosso combustível. Permita-se encontrar com sua criança interior e descubra como você pode transformar a educação emocional dos seus filhos.

Dúvidas? Curioso? Participe da Imersão em Belo Horizonte sobre Inteligência Emocional da Criança: mais informações: https://www.sympla.com.br/inteligencia-emocional-da-crianca__637385

 

WhatsApp chat