Sono e qualidade de vida

Não é novidade para ninguém que uma boa noite de sono é um dos principais elementos para mantermos a qualidade de vida: o sono de qualidade influencia a nossa saúde diretamente, de forma positiva, tanto em aspectos físicos quanto mentais.

Mas, se antes da maternidade – e da paternidade também, é claro! – chegar já é difícil para cerca de 73 milhões de pessoas dormir bem e ter um sono tranquilo e revigorante, depois que chega a parentalidade a situação é piorada na grande maioria dos casos. A falta de sono de qualidade é uma das maiores queixas entre pais e mães, que vivem a exclamar: “meu bebê não dorme”, “meu filho acorda a noite inteira” ou “não sei mais o que fazer para o meu bebê dormir”, bem como a reclamar dos efeitos das noites em claro.

De fato, a insônia em bebê prejudica diretamente o padrão de vida de toda a família, já que o sono é responsável por recarregar o nosso cérebro e reabilitar o nosso organismo depois de um dia de muitas tarefas e esforços realizados. E até que seu filho consiga dormir oito horas por noite, é necessário estabelecer uma rotina para que a família não seja prejudicada como um todo em detrimento da falta de sono da criança.

Mas outros fatores, tais como o estresse, má alimentação e o ambiente desfavorável contribuem também para a diminuição da qualidade do sono. Assim, é bom que se adote alguns hábitos antes de ir para a cama, de forma a garantir uma boa noite de sono. Durante o dia, mantenha uma agenda de atividades físicas, cuide para que seu ambiente de trabalho seja menos estressante, evite consumir álcool, cafeína e tabaco, e procure manter uma alimentação saudável, consumindo frutas e vegetais com regularidade, o que contribuirá também com a sua boa qualidade de vida.

Antes de dormir, desligue as luzes, evite o contato com aparelhos eletrônicos, como o celular e a televisão, mentalize bons fluidos e deixe para resolver problemas apenas no dia seguinte. Caso acorde durante a noite, repita o mesmo procedimento e não faça nada que colabore com o seu despertar, como acender a luz ou acessar aparelhos eletrônicos.

A privação do sono faz com que o nosso organismo deixe de desempenhar funções essenciais ao seu bom funcionamento, tais como o fortalecimento do sistema imunológico, a consolidação da memória e a regeneração das células. Além disso, a falta de sono pode trazer consequências imediatas que comprometem o bom aproveitamento do dia seguinte, como a fadiga, sonolência, dor de cabeça e o déficit de atenção.

Por outro lado, dormir diariamente 8 horas de sono pode trazer inúmeros benefícios à saúde e qualidade de vida, uma vez que uma boa noite de sono previne a obesidade e a depressão, combate a hipertensão, fortalece a memória, favorece o desempenho físico e no trabalho, controla o diabetes, diminui o risco de doenças cardiovasculares, melhoram as relações sociais e com o meio ambiente e ainda aumenta a expectativa de vida.

Agora que você já sabe que quem dorme bem garante uma melhor qualidade de vida, tente adotar novos hábitos para aprimorar a sua capacidade de ter uma noite tranquila de sono, e perceba os benefícios que só o descanso noturno podem lhe proporcionar.  

WhatsApp chat