disciplina positiva educação parental apego seguro parentalidade positiva

Escolher a melhor forma de educar os filhos exige uma responsabilidade e pode ser um grande desafio para os pais. Dentre as abordagens existentes (de severo a permissivo), a educação positiva e a disciplina positiva estão hoje em destaque porque a ciência já comprova seus benefícios e como a sociedade como um todo se beneficia desse novo olhar para as crianças, numa relação onde não existem atitudes punitivas e nem permissivas.

A educação positiva é uma filosofia que aposta na firmeza com gentileza nas relações com os filhos. Não utiliza de punições ou recompensas como a melhor forma de formação dos filhos nos dias atuais.

A disciplina positiva  e o apego seguro se baseiam também em uma comunicação não violenta. É criar proximidade entre pais e filhos, com amor, na sua forma pura e simples, contribuindo para o desenvolvimento cognitivo e intelectual da criança. Isso também pode ser chamado de parentalidade positiva, onde o objetivo é educar as crianças com base na educação positiva e apego seguro.

Apego Seguro Parentalidade positiva

A parentalidade positiva se baseia em criar adultos íntegros, saudáveis e felizes. É a criação das crianças de maneira íntegra, dentro dos limites que existem na sua vida, de forma não violenta e com apego seguro.

A ideia da parentalidade positiva é ensinar com base no respeito, empatia, gentileza, promovendo autonomia, estabelecendo limites. O primeiro passo para conseguir engajar nesse tipo de ensinamento é desconstruir a maneira como você foi educado na sua infância.

Bem, o ponto principal da educação positiva com apego seguro é criar crianças mais felizes, contribuindo para a construção de um mundo melhor para todos nós, uma vez que essa criança virá a ser um cidadão feliz. 

Mas como aplicar a educação positiva? Bem, se você tem algumas dúvidas sobre o assunto, pode consultar um educador parental para te ajudar. A vem se tornando cada vez mais normal. É uma ajuda para pais e familiares podem recorrer para adquirir estratégias e ferramentas para lidarem com suas crianças e adolescentes.

A educação parental ensina, através de workshops, palestras e, até atendimentos a domicílio, sobre problemas que crianças e adolescentes podem apresentar e como resolvê-los. A começar pela extinção da violência verbal, as punições, entre outras atitudes violentas.

Educação parental Parentalidade positiva e apego seguro

Como falamos, a parentalidade positiva, o apego seguro, a educação positiva e a educação parental nos levam para o mesmo caminho. A diferença é que na educação parental, o objetivo é lidar com os adultos, pais e/ou cuidadores, tirando o foco da criança e do comportamento da criança, que é só um reflexo da relação entre eles e os pais.

O objetivo principal é utilizar essas filosofias como ferramentas de ajuda para melhorar a qualidade nas relações interpessoais, desenvolvendo estratégias saudáveis para melhor lidar com os comportamentos indesejáveis dos filhos.

Com essa mudança de olhar para a criança e trazendo para nós a responsabilidade de mudanças, nos vemos mais aptos a agir de forma diferente, principalmente com o suporte da criação com apego, que ajuda no desenvolvimento do autoconhecimento, incentiva a propagação do amor verdadeiro dentro das famílias.

Para finalizar, quando os pais estão felizes, os filhos estão felizes. Pais e/ou cuidadores felizes se sentem mais capazes de lidar com os filhos e driblar situações indesejadas, como adultos, sem ‘disputar’ nossas necessidades com a das crianças! 

Gostou da publicação? Quer saber mais sobre educação positiva, disciplina positiva, apego seguro, parentalidade positiva e educação parental? Entre em nosso blog.

WhatsApp chat